Blog

Fique por dentro das notícias e novidades da LogLife.

Como reduzir os custos com logística?

Como reduzir os custos com logística?

Uma eterna preocupação dos gestores é em como reduzir os custos com logística, já que estes geralmente são um dos maiores.

Antes de mais nada, é importante sabermos que o limite de redução de custos deve ser a qualidade. Não devemos, na área da saúde, abrir mão da segurança das amostras e dos envolvidos em prol de uma redução de custos indiscriminada.

Neste post, vamos ver:

  • Vias de Redução de Custos
  • Avaliar se é realmente necessária a exclusividade
  • Criar blocos de horários mais flexíveis
  • Crescer por região
  • Modelo de cobrança

Vias de Redução de Custos

Avaliar se é realmente necessária a exclusividade

Muitas vezes, o laboratório pede exclusividade no contrato, ou seja, não podendo o transportador realizar transporte para outros clientes em conjunto, mas isto tem um alto custo, pois vira uma operação dedicada. Exceto em alguns casos (como operações hospitalares muito rápidas), vale a pena deixar uma flexibilidade ao transportador, pois ele vai gerar ganho de escala.

Criar blocos de horários mais flexíveis

Muitas vezes, os laboratórios colocam horários muito específicos (15:00 por exemplo), ao invés de ter um bloco de horários (entre 15:00 e 16:00, por exemplo). Acontece que, como logística é algo dinâmico, colocar horário significa custo, pois a transportadora terá de ajustar a rota para atender um horário preciso. Quando existe um range maior, ela consegue roteirizar de forma otimizada a sua logística.

Crescer por região

Um dos pontos que gera ganho de escala na logística laboratorial é a concentração comercial por região. Ou seja, ao invés de captar um cliente em um região isolada, ou clientes diversos em cidades distintas, o ideal é que haja uma concentração de clientes na mesma região. Isto porque para fazer 1 coleta o custo será de X, já para duas será de X+X/3, para três será de X+X/3+X/3, por exemplo. Ou seja, existe um custo marginal descrente na medida em que aumenta-se o número de coletas.

Modelo de cobrança

É fundamental que haja um modelo de cobrança com um preço para a primeira coleta na cidade e outro preço, menor, para coletas adicionais. Por exemplo, se for uma retirada em Brasília custa R$ 100,00, mas já a segunda retirada custa R$ 50,00, a terceiriza R$ 50,00 e por ai vai. Sendo assim, ano invés de pagar R$ 300,00 (3 x R$ 100,00) você vai pagar somente R$ 200,00 (R$ 100,00 + 2 x R$ 50,00).

Esteja sempre atento, pois uma empresa de transporte de material biológico deve oferecer qualidade e competitividade de custos. Inclusive ajudando o laboratório na otimização logística.

Clique Aqui e conheça o nosso Curso: Transporte de Material Biológico: Todas as exigências da IATA, ANAC, ANTT e ANVISA

COMPARTILHAR


Posts Relacionados

Mude para a LogLife

Fale com um especialista

Inscreva-se em nossa News Letter

E fique por dentro das novidades da LogLife

Precisa de ajuda? Converse conosco