fbpx

Blog

Fique por dentro das notícias e novidades da LogLife.

Biossegurança no transporte de material biológico

Biossegurança no transporte de material biológico

Antes de mais nada, o objetivo da biossegurança é anular, mitigar, controlar ou evitar riscos aos seres humanos, animais e meio ambiente.

Dessa forma, o transporte de material biológica na biossegurança é parte fundamental dos treinamentos e da gestão.

O que é risco biológico?

É considerado risco biológico qualquer microrganismo que apresente ameaça  aos seres humanos, animais e meio ambiente, por exemplo: vírus, bactérias, parasitas, protozoários, fungos e bacilos.

Níveis de Biossegurança

Conforme indicação da Anvisa, em Noções Gerais para Boas Práticas em Biossegurança, existem quatro tipos de níveis. Os níveis de biossegurança são crescentes de acordo com o maior grau de contenção e de complexidade do nível proteção, que constituem-se de combinações de práticas e técnicas laboratoriais e barreiras primárias e secundárias de um laboratório. Os níveis são:

  • NB1
  • NB2 
  • NB3 
  • NB4

NB1

O risco individual e para a comunidade é ausente ou muito baixo, ou seja, são microrganismos que têm baixa probabilidade de provocar infecções no homem ou em animais.

Apesar disso, pessoal deverá ter treinamento especifico nos procedimentos realizados.

Práticas de biossegurança exigidas para NB1 

Antes de tudo superfícies de trabalho devem ser descontaminadas sempre que ocorrer derramamento de material viável;

Do mesmo modo todo resíduo liquido ou sólido contaminado deve ser descontaminado antes de ser descartado;

Em síntese, é proibido comer, beber, fumar e aplicar cosméticos nas áreas de trabalho. Portanto alimentos devem ser guardados em áreas específicas para este fim. É recomendado lavar sempre as mãos.

Barreiras de contenção na biossegurança para NB1 

Alguns exemplos de barreiras de contenção são as pias para higienização das mãos, jaleco, luvas e máscara (EPI)

NB1 e o Transporte de Material Biológico

De acordo com as definições dos níveis de biossegurança, não se aplica à transportadoras em geral os níveis NB2, NB3 e NB4, pois não há manipulação de amostras pelos colaboradores, exceto nos casos de acidente, no qual um profissional da saúde irá intervir e assim será exposto aos riscos (aplica-se a NB1).

EPIs em biossegurança

O que são EPIs

São equipamentos de proteção individual destinados a proteger a saúde e a integridade física do trabalhador, esses dispositivos individuais são de uso obrigatórios durante o transito do material, conforme resolução da Anvisa.

Termo de Recebimento

O motorista deve assinar um termo de recebimento de EPIs ao ingressas na empresa.

Auditoria

Nas auditorias de campo deve-se observar se o veículo está com o kit acidente, esse kit é obrigatório de acordo com o Manual de Transporte de Material Humano da Anvisa.

EPIs na Coleta e Entrega de Material Biológico

Para a retirada do material biológico (coleta no Remetente) não é necessário o uso de EPIs, desde que o material esteja devidamente embalado em embalagem tríplice apropriada.

KIT Acidente

Todo veículo deve conter um “kit acidente” o qual será usado em caso de acidentes. Nele, deve conter pelo menos:

Óculos

Será utilizado em procedimentos que houver a possibilidade de ocorrer respingos ou contaminação dos olhos, ou seja, em ocasiões em que os olhos estiverem expostos.

Máscara

Serão utilizadas em procedimentos com risco de contaminação ou respingo em mucosa oral ou nasal.

Luvas

Serão utilizadas em todos os procedimentos com risco de exposição ao material biológico infectante.

Jaleco

Utilizar jaleco em caso de acidentes pelo responsável técnico para recolher o material derramado.

Cuidados de Biossegurança Durante a Coleta/Entrega

Antes de mais nada é importante esclarecer que os maiores riscos biológicos para motoristas acontece durante a coleta, a entrega e em caso de acidentes. Por isso, alguns cuidados são importantes:

Proibições na biossegurança: 

  • Fumar, beber, comer, mascar chicletes, colocar objetos na boca, guardar alimentos e aplicar cosméticos
  • Usar vestimentas inapropriadas para o ambiente de trabalho.
  • Evitar o hábito de esfregar os olhos e o uso de barba.
  • Atender telefone, abrir portas e gavetas usando luvas. 
  • Compartilhar objetos de pessoas que estão manipulando material contaminado ou, potencialmente, contaminado. 
  • Os cabelos compridos devem estar sempre presos.Evitar improvisações, seguindo sempre os procedimentos/fluxos estabelecidos.

Responsável Técnico

Acima de tudo o responsável técnico possui papel fundamental em uma empresa da área da saúde. Dentre as responsabilidades estão:

  • Responder perante os órgãos fiscalizadores; 
  • Coordenar e garantir a qualidade nos serviços prestados pela empresa;
  • Assegurar a existência de treinamentos específicos e claros para a segurança física e biológica dos colaboradores da empresa;
  •   Assegurar a capacitação em biossegurança de todos os colaboradores com registros atualizados dos treinamentos realizados;
  • Implantação e atualização dos Procedimentos Operacionais Padrão – POPs e outras normas administrativas;
  • Estar informado do risco biológico de cada agente potencialmente contaminante;
  • •Definir quais os equipamentos de proteção necessários e assegurar a correta utilização.

Vacinação

O pessoal responsável por estas atividades está sob risco de exposição direta ao material biológico humano, devendo ser vacinado de acordo com as normas de saúde do trabalhador, devido ao risco de acidentes com possível contato com as amostras.

Vacinas Indispensáveis para os Motoristas

  • Hepatite B (tomada em 3 doses)
  • Tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola)
  • Dupla adulto – dT (difteria e tétano – reforço a cada 10 anos).

Manuseio das Embalagens com Biossegurança

Como falado anteriormente, os momentos de coleta e entrega são críticos e por isso é importante o correto manuseio das embalagens no transporte de amostras biológicas. Dentre os pontos, alguns importantes:

  • Primeiramente é necessário verificar se a embalagem terciária se encontra em condições adequadas (se não está molhada, rasgada e se possui a simbologia correta).
  • Em seguida, observe se houve algum vazamento durante o transporte da mercadoria.
  • É importante tomar cuidado durante a manipulação e uso de substâncias químicas perigosas, ou seja, é indispensável a utilização métodos que reduzam o risco de inalação, ingestão e contato com a pele, olhos e roupas.
  • Portanto, lavar as mãos regularmente é fundamental
  • Ainda assim, o ideal é que o motorista só tenha contato com a embalagem terciária fechada, sem pegar a embalagem secundária e muito menos a primária. 
  • Em suma, somente profissionais da saúde devem manusear as embalagens primária e secundária idealmente

Tipo de Carga Transportada

Deve constar no manual de biossegurança quais os tipos de carga transportadas:

  • Categoria A
  • Categoria B (NB1)
  • Risco Mínimo
  • Material Isento

Treinamento de Biossegurança

Todo motorista deve ser submetido ao treinamento em biossegurança.

Nesse sentido, é importante lembrar que o treinamento deve ser registrado, preferencialmente como prova para verificação de aprendizado. Ele tem validade máxima de 1 ano, ou seja, após esse período o treinamento deve ser realizado novamente. Da mesma forma, se houver mudança no procedimento é necessária uma nova aplicação.

Controle de Vetores

Por fim, a transportadora deve realizar o controle de vetores com empresa especializada e autorizada pelos órgãos sanitários.

COMPARTILHAR


Inscreva-se em nossa News Letter

E fique por dentro das novidades da LogLife

Precisa de ajuda? Converse conosco